Polícia desarticula quadrilhas de tráfico de drogas em Murici
By Equipe Pilar em Foco On 26 out, 2013 At 01:24 AM | Categorized As Mais Noticias | With 0 Comments

Os detalhes da Operação ‘Murici Mais Seguro’, desencadeada na manhã desta sexta-feira, 25, naquela região foram repassados à imprensa, nesta tarde, durante entrevista coletiva na sede Delegacia Geral, em Jacarecica. Os delegados Sheila Carvalho, diretora de Polícia Judiciária da Área 3 (DPJA 3); Mário Jorge Barros de União dos Palmares e Manoel Wanderley, titular de Murici, destacaram que a operação se fez urgente diante do aumento do número de crimes no local, a exemplo do triplo homicídio ocorrido no sábado passado.

No decorrer das investigações, a Polícia descobriu um forte esquema de tráfico de drogas comandado por dois grupos, na mesma cidade. Onze pessoas foram presas e dois menores apreendidos, todos acusados de integrar as quadrilhas. Três pessoas foram apontadas como líderes do tráfico: José Orlando Alves, 22 anos, conhecido como Neguinho, que atua no conjunto Orlando Calheiros e localidade conhecida como Portelinha; Everton da Silva Pereira, conhecido como ‘Nem Satanás’, 22 anos e Zé da Nóia, que já havia sido preso.

Segundo informações da polícia, há provas testemunhais de que os presos teriam envolvimento com o tráfico, embora eles tenham negado quando questionados pela imprensa, durante a apresentação. Além de José Orlando Alves e Everton da Silva Pereira, já citados, foram presos: Manoel Dalino da Silva; Jonathan Felipe da Silva Santos, 19 anos; Edson Paixão Rocha, 21 anos; José Severino da Silva, 19 anos; Marcondes Mangueira da Silva, 24 anos (preso com duas espingardas, sendo uma caseira); Paulo Roberto Félix da Silva, 20; Sandro Pereira da Silva, 30, conhecido como Nino; Eduardo da Silva Santos, 18 anos, conhecido como Dudu e Mírian Suelen da Silva Lopes, 30 anos (presa com droga e dinheiro). Os menores foram apreendidos com armas e R$ 700 em espécie.

 

Sobre as gangues

Ao falar sobre o esquema organizado do tráfico em Murici, os delegados criticaram o código penal e a brechas da lei. Eles destacam que alguns dos envolvidos já foram presos e retornaram ao mundo do crime. Um dos exemplos dessa situação é o Nem Satanás (Everton da Silva Pereira), acusado em três crimes, já chegou a ser preso, mas foi solto rapidamente e voltou ao crime. Ele teria ocupado o comando do tráfico no conjunto Pedro Raposo Tenório, depois que o líder do tráfico, Ugá, morreu durante uma troca de tiros com a polícia. No momento da prisão ele estava com uma motocicleta com placa adulterada.

José Orlando, o Neguinho, teria ocupado a “boca de fumo” do também traficante Zé da Nóia, preso no ano passado. Hoje ele domina o conjunto Orlando Calheiros e Portelinha e está sendo acusado de comandar o triplo homicídio, ocorrido no último sábado em Murici.

Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz de União dos Palmares, José Alberto Passos.

 

Com Alagoas24horas.com.br

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree